LAUREUS

Bolt, Phelps e Simone Biles são premiados no Laureus; Brasil passa em branco

Brasil concorria em duas categorias, mas passou em branco

postado em 14/02/2017 19:07 / atualizado em 14/02/2017 20:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

AFP / FRANCK FIFE

O grande desempenho nos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto do ano passado, foi decisivo. Nesta terça-feira, o velocista jamaicano Usain Bolt, o nadador norte-americano Michael Phelps e a ginasta norte-americana Simone Biles conquistaram cada um troféu no Prêmio Laureus, conhecido como o Oscar do Esporte, em cerimônia realizada em Montecarlo, no Principado de Mônaco. Bolt e Biles ganharam como melhores atletas de 2016, enquanto que Phelps foi considerado o melhor "retorno do ano".

O Brasil concorria em duas categorias, mas passou em branco. Campeã olímpica pela primeira vez na história, a seleção de futebol masculino perdeu a disputa na Equipe para o Chicago Cubs, que colocou fim a jejum de nada menos que 108 anos sem título na MLB, a liga profissional norte-americana de beisebol. E Pedro Barros, destaque do skate nacional, foi superado pela britânica Rachel Atherton, do mountain bike, entre os "Esportes de Ação".

Três vezes medalhista de ouro no Rio-2016 - 100 metros, 200 metros e revezamento 4x100 metros -, Usain Bolt conquistou o Laureus pela quarta vez na sua carreira (as outras foram em 2009, 2010 e 2013) e se igualou ao tenista suíço Roger Federer como o mais vencedor do prêmio. Na disputa, bateu os norte-americanos Stephen Curry e LeBron James, astros da NBA, o fundista britânico Mo Farah, o tenista escocês Andy Murray e o atacante português Cristiano Ronaldo.

Já Michael Phelps confirmou seu favoritismo na categoria "Melhor retorno". Aposentado após os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, o norte-americano superou diversos problemas e retornou às piscinas para ganhar mais medalhas no Rio-2016 e chegar à incrível marca de 28 medalhas olímpicas, sendo 23 delas douradas. "Foi incrível. Foi um dos melhores anos da minha vida. Não tem melhor forma de encerrar minha carreira" disse o nadador logo após receber o troféu.

Mais uma vez o grande destaque da ginástica artística em 2016, a norte-americana Simone Biles não teve adversária na disputa de melhor atleta feminina. Ela derrotou duas compatriotas - Allyson Felix, do atletismo, e Katie Ledecky, da natação -, a tenista alemã Angelique Kerber, a velocista jamaicana Elaine Thompson e a ciclista britânica Laura Trott.

Agora aposentado da Fórmula 1, de forma inesperada, o alemão Nico Rosberg ganhou o Laureus como revelação por causa do seu primeiro título da maior categoria do automobilismo na carreira. Ele recebeu o prêmio das mãos do ex-piloto brasileiro Emerson Fittipaldi.

A cerimônia desta terça-feira, em Montecarlo, premiou ainda a esgrimista italiana Beatrice Vio como melhor atleta paralímpica do ano e a equipe olímpica de refugiados como inspiração esportiva. Pela primeira vez, o Laureus abriu a sua votação para o público escolher, via internet, o momento esportivo do ano. A categoria estreante premiou a equipe sub-12 do Barcelona, que trocou a comemoração após uma vitória pelo consolo aos adversários.

Tags: tenis basquete volei maisesportes rio2016 laureus bolt