Basquete

NOVO BASQUETE BRASIL

Brasília força quarta prorrogação; diretoria recorre ao GDF para confirmar patrocinadores

Prazo final é adiado para 25 de agosto. IVE se reúne com governo local na próxima semana para tentar renovação com BRB e Terracap

postado em 10/08/2017 18:17 / atualizado em 10/08/2017 18:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Antonio Cunha/CB/D.A Press

A definição da participação de Brasília na décima edição do Novo Basquete Brasil (NBB) foi, mais uma vez, adiada. Segundo o diretor técnico do Instituto Viver e Esporte (IVE), dono da vaga do DF na competição, José Carlos Vidal, o prazo final agora tem data definitiva: 25 de agosto. Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (10) na sede da Liga Nacional de Basquete (LNB), em São Paulo, IVE e Macaé tiveram sua solicitação atendida e ganharam o quarto dia D em quase um mês para resolverem suas pendências. Sem patrocinador há dois meses, o time do DF tem no GDF a última esperança para manter a equipe.

Na reunião desta manhã, os nove clubes pertencentes ao conselho de administração da Liga Nacional de Basquete (LNB) - Brasília, Flamengo, Franca, Basquete Cearense, Vitória, Paulistano, Minas, Bauru e Pinheiros - votaram a favor do adiamento. Consequentemente, o anúncio da tabela do campeonato foi para 29 de agosto. “Temos condições de resolver nossos problemas e acredito que esses 15 dias são mais do que suficientes e justos para concretizarmos nossa participação na décima edição do NBB", afirmou Vidal.

Além do IVE, Macaé e Vasco deviam à liga pelo menos uma das exigências para a participação do torneio nacional - garantia financeira de R$ 1,2 milhão e quitação da folha salarial de 2016/17. Apenas o Vasco conseguiu resolver sua pendência. Apesar de já ter pago a folha da última temporada do elenco, o time do DF depende da renovação da parceria com BRB e Terracap para, enfim, confirmar sua presença na décima edição do NBB.

A ideia inicial, de conseguir outro patrocinador máster na iniciativa privada, já é praticamente descartada pela diretoria do instituto. Desde o anúncio de saída do centro universitário UniCeub, há dois meses, até chegaram a surgir interessados na parceria, mas todos se afastaram após tomarem conhecimento da dívida de 2015/16 - cinco meses de direito de imagem ao elenco da época. A última esperança está, assim, na continuidade do apoio do governo local.

Uma reunião com o GDF está marcada para a próxima semana para tentar definir a situação. A expectativa consiste em manter o patrocínio de BRB Card e Terracap na temporada passada, o que seria suficiente para viabilizar o R$ 1,5 milhão exigido pela liga. Como a segunda anunciou recentemente um rombo de R$ 1,3 bilhão, o BRB arcaria com os valores de forma integral. A ideia foi sinalizada de forma positiva pelo governo, mas encontra oposição do banco.

Se garantir o apoio, o IVE precisará correr contra o tempo para garantir um elenco para a temporada. Até o momento, apenas o pivô Lucas Mariano, os armadores Deryk Ramos e Jefferson Campos e o ala João Phylippe estão sob contrato - além do vínculo com Daniel Alemão, que segue vigente até o tratamento da lesão do pivô. Fúlvio e Guilherme Giovannoni já se despediram. Os dois serão companheiros de Nezinho no Vasco.

 

*Estagiário sob supervisão de Leonardo Meireles