Mais Esportes

SURFE

Eliminado, Medina chegará à etapa do Rio em busca de recuperação

Brasileiro caiu de forma precoce em Bells Beach, na Austrália, disputa que antecede a etapa em águas cariocas

postado em 17/04/2017 06:00 / atualizado em 16/04/2017 21:38

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Eliminado de forma precoce na terceira etapa do Circuito Mundial de Surfe (WCT), Gabriel Medina buscará recuperação na etapa brasileira, a partir de 9 de maio, em Saquarema-RJ. Após começar a temporada subindo ao pódio com a terceira colocação, o primeiro campeão mundial brasileiro amargou dois resultados ruins. Não passou da repescagem na etapa de Margaret River, ficando em 25º lugar. E, neste fim de semana, foi eliminado na terceira rodada pelo português Frederico Morais, terminando a etapa de Bells Beach, na Austrália, apenas na 13ª colocação.

Gregory Boissy/AFP
Até a etapa que antecede a chegada do evento no Brasil, Medina figurava na oitava colocação do ranking mundial. Mas, depois do baixo rendimento na Austrália, a somatória de 8.750 pontos do brasileiro deve fazê-lo cair de posição. Após a conquista do título mundial, o brasileiro ainda não conseguiu fazer um bom início de temporada. Em 2015 e 2016, ele não atingiu 8 mil pontos nas três primeiras etapas. Um contraste gritante em relação à edição em que ele venceu o campeonato, em 2014, quando já acumulava mais de 19 mil pontos nesta mesma fase.

Em 2017, a etapa brasileira não será disputada na Barra da Tijuca, como ocorreu nos últimos cinco anos. Por questões ligadas à qualidade das ondas e à água do mar, a organização do circuito mundial optou por levar a etapa Rio Pro para a Praia de Itaúna, em Saquarema.

O local, distante cerca de 120km da capital do Rio, foi palco de eventos do Qualifying Series (QS) em temporadas anteriores e já recebeu a elite do surfe mundial em 2002. Na ocasião, Medina tinha apenas 8 anos. Mas não demoraria muito a integrar a elite do surfe mundial. A estreia foi aos 17 anos, em 2011. Três anos depois, ele se sagraria campeão mundial. Passados três anos do feito, porém, o jovem surfista que encantou o Brasil sente a pressão de retomar a boa fase em busca de mais títulos na carreira.

Veja o início de temporada de Medina desde o título mundial, em 2014
 
Em 2017
1ª etapa: 3º (6.500 pontos)
2ª etapa: 25º (500 pontos)
3ª etapa: 13º (1.750 pontos)
Total: 8.750 pontos
 
Em 2016
1ª etapa: 13º (1.750 pontos)
2ª etapa: 13º (1.750 pontos)
3ª etapa: 9º (4.000 pontos)
Total: 7.500 pontos
Terminou o circuito na 3ª posição
 
Em 2015
1ª etapa: 13º (1.750 pontos)
2ª etapa: 5º (5.200 pontos)
3ª etapa: 25º (500 pontos)
Total: 7.450 pontos
Terminou o circuito na 3ª posição

Em 2014
1ª etapa: 1º (10.000 pontos)
2ª etapa: 5º (5.200 pontos)
3ª etapa: 9º (4.000 pontos)
Total: 19.200 pontos
Terminou o circuito na 1ª posição