Tênis

US OPEN

Andreescu surpreende Serena, impede recorde de rival e fatura o título do US Open

Jovem tenista venceuSerena Williams por 2 sets a 0

postado em 07/09/2019 20:09 / atualizado em 07/09/2019 20:29

<i>(Foto: AFP / TIMOTHY A. CLARY )</i>
A canadense Bianca Andreescu, de 19 anos, voltou a fazer história em Nova York. Na primeira final de Grand Slam de sua carreira, a jovem tenista venceu a norte-americana Serena Williams por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, neste sábado, e conquistou o título do US Open.

A surpreendente 15ª colocada do ranking mundial não se intimidou com a torcida em peso para a estrela da casa na Arthur Ashe Stadium, a enorme quadra central do complexo de Flushing Meadows, e garantiu a taça nesta que foi a sua primeira participação no importante torneio realizado nos Estados Unidos.

Ao avançar à decisão, Andreescu já havia feito história ao igualar o feito da norte-americana Venus Williams, irmã mais velha de Serena, finalista em sua primeira participação no US Open em 1997. Quem também obteve esta façanha foi Pam Shriver na edição de 1978, quando disputava apenas o segundo Grand Slam de sua carreira. E agora Andreescu também se tornou a primeira tenista canadense da história a ganhar um título de simples de um torneio desta importância.

Já Serena, atual oitava colocada do ranking mundial, fracassou em mais uma tentativa de igualar o recorde da australiana Margaret Court, dona de 24 troféus de Grand Slam. Com 23 taças desta série de quatro torneios mais importantes do circuito profissional, que também engloba o Aberto da Austrália, Roland Garros e Wimbledon, ela já havia ficado perto de atingir a marca de Court por três vezes desde o ano passado.

A ex-número 1 do ranking caiu por duas ocasiões na final de Wimbledon, em 2018 e 2019, e uma na do US Open. Nesta última, no ano passado, ela caiu diante da japonesa Naomi Osaka e ainda protagonizou um episódio negativo dentro de quadra, na qual teve uma forte discussão com o árbitro de cadeira, o que lhe rendeu punições em razão das seguidas reclamações.

<i>(Foto: AFP )</i>

Novamente vice-campeã, Serena buscava também o seu sétimo título de simples do US Open, no qual anteriormente triunfou pela primeira vez há 20 anos, em 1999, antes de voltar a conquistar a taça em 2002, 2008, 2012, 2013 e 2014.

Com 37 anos, a norte-americana completará 38 no próximo dia 26 e entrou em quadra como favorita neste sábado, mas Andreescu voltou a brilhar em Nova York com uma grande atuação. No primeiro set, a canadense confirmou todos os seus saques e ainda converteu dois de sete break points para abrir a vantagem inicial de 6/3.

Na segunda parcial, a jovem foi ainda mais arrasadora no início e chegou a abrir uma vantagem de 5/1 sobre Serena. Na hora de fechar o confronto, porém, ela pareceu ter sentido um pouco o peso da responsabilidade e permitiu uma surpreendente reação de sua oponente, que empatou o duelo em 5/5. A tenista da casa conseguiu três quebras de saque para ir buscar essa igualdade, mas a canadense também converteu três break points nesta parcial, sendo o último deles no 12º game, para aplicar o 7/5 que liquidou a partida. Antes disso, ela chegou a desperdiçar dois match points.

Canadense reverencia rival

Após a vitória, Andreescu mostrou perplexidade com o seu próprio feito e exaltou o status de sua adversária, considerada uma das maiores tenistas de todos os tempos. "Trabalhei muito duro por este momento e este ano foi um sonho se tornando realidade. Ser capaz de jogar neste palco contra Serena, uma verdadeira lenda neste esporte, é incrível", destacou.

Serena, por sua vez, foi gentil durante o seu discurso na cerimônia de premiação ao se referir à campeã. "Bianca jogou uma partida incrível, estou muito orgulhosa e feliz por você", disse a norte-americana. Por outro lado, a canadense se solidarizou com a frustração do público local. "Sei que vocês queriam que ganhasse a Serena, me desculpem", afirmou a jovem com o microfone aberto aos torcedores.

Tags: Serena Williams Bianca Andreescu US Open tênis