Futebol Nacional

CAMPEONATOS ESTADUAIS

TV Globo não tem interesse nos Estaduais, diz Petraglia; emissora ainda não se posicionou

Presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia disse que a TV carioca quer antecipar o calendário do Brasileirão

postado em 08/11/2018 10:20 / atualizado em 08/11/2018 15:33

DIVULGAÇÃO

Há tempos, os Estaduais não mexem com os torcedores como foi no passado. Hoje, ampliam o número de jogos no calendário do futebol brasileiro, já inchado. Com poucos atrativos, eles podem estar com os dias contados. Pelo menos da forma como são atualmente.

 

O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, disse que os torneios regionais não interessam à TV Globo. "Agora, em 2019, será o último ano. A partir de 2020 não terá mais. É deficitário. Ela quer antecipar o calendário do Brasileirão para fevereiro e vender pay-per-view e publicidade do Brasileiro", afirmou o dirigente, em entrevista para a rádio Transamérica.

A Globo, contudo, tem contrato longo com os maiores estaduais. Os direitos do Campeonato Paulista foram comprados até 2021. O Carioca está assinado até 2024. Já o Mineiro foi adquirido até 2021. Todos incluem pay-per-view e TV aberta.

“O único estadual que ficará por um tempo, até 2022, é o Paulista. Há um contrato, não há cláusula de saída. O Carioca, Mineiro, Gaúcho, que são os quatro principais… [não serão transmitidos]”, disse Petraglia.

A TV Globo ainda não se manifestou publicamente. Vale ressaltar que o Atlético-PR, clube de Petraglia, não tem contrato com a emissora carioca para o Estadual.

Diretor da Globo sobre estaduais


Diretor de direitos esportivos do Grupo Globo, Fernando Manuel Pinto, em recente entrevista ao jornal Lance!, defendeu os regionais. As declarações dele foram dadas antes da fala de Petraglia.

“Quando entramos nesse debate, temos que reconhecer também os pontos fortes do Estadual. Tem tradição, de fato geram jogos emblemáticos, mas da mesma maneira que tem pontos fortes, tem que ver os desafios que a manutenção acaba impondo. Se me perguntar se sou a favor do fim dos estaduais, digo que não. Não a curto ou médio prazo por questões comerciais. Defendo um reposicionamento”, disse o executivo.

"Temos que proteger as competições nacionais, pois só elas colocam os clubes brasileiros o ano inteiro prestando atenção um no outro. Em que momento um torcedor do Rio ou de Minas vai prestar atenção em um clube do Ceará, de Santa Catarina ou até de São Paulo? Só em uma competição nacional. Durante 1/3 do ano, nós condenamos o torcedor a ficar prestando atenção só no seu estado. Isso é um desperdício. Só com o Brasileirão, onde todos jogam contra todos, onde prestam atenção em todos os jogos, é que você tem a atenção plena do público brasileiro com o futebol brasileiro", completou Pinto.

Tags: regionais estaduais seriea cruzeiroec americamg atleticomg