Bahia

CAMPEONATO BRASILEIRO

Na luta contra o rebaixamento, Bahia recebe a lanterna Chape no Brasileiro

Times seguem na ingrata briga para não disputar a Série B em 2022

postado em 24/10/2021 09:45

(Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
Ainda sem perder sob o comando de Guto Ferreira, o Bahia depende apenas de si para não terminar a 28ª rodada na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e para isso precisa ganhar da lanterna Chapecoense neste domingo, às 20h30, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Desde a chegada de Guto Ferreira, o Bahia não tomou gols: ganhou do Athletico-PR, por 2 a 0, e empatou sem gols com Palmeiras e América. Na luta contra o rebaixamento, tem 28 pontos. Já a situação da Chapecoense é muito delicada, amargando a lanterna, com apenas 13 pontos. São sete jogos sem vitória - a única no campeonato, por sinal, diante do Red Bull Bragantino, por 2 a 1.



Para manter a invencibilidade no comando do Bahia, Guto Ferreira aposta na continuidade e por isso deve realizar apenas uma alteração em relação ao time que empatou sem gols com o América-MG. O meia Lucas Mugni recebeu o terceiro amarelo e será substituído por Rodriguinho ou Ronaldo.

"A estratégia é a mesma dos últimos três jogos. A gente manteve a identidade jogando. Isso foi fundamental, porque ele (Guto Ferreira) deu essa liberdade, sabe que nosso grupo tem capacidade", disse o volante Patrick de Lucca.

O grupo parece fortalecido, mesmo com o afastamento de alguns jogadores: os volantes Mateus Galdezani e Pablo, além dos atacantes Thonny Anderson e Oscar Ruiz. Sem contar o zagueiro Lucas Fonseca, que rescindiu contrato. Indagado sobre o assunto, o técnico foi taxativo: "Não tenho tempo para recuperar jogadores".

Apesar do jejum de vitórias, Pintado tem gostado de como a Chapecoense está "vendendo caro" os resultados e antecipou que vai mexer o menos possível. O zagueiro Ignácio é desfalque por questão contratual - pertence ao Bahia -, enquanto o lateral-esquerdo Busanello e o volante Anderson Leite retornam de suspensão.

"Ainda estou buscando o melhor encaixe. Não queria mexer muito, pois isso acaba criando mais dificuldade em um sistema que começa a se encaixar. Somos uma equipe mais ofensiva com três zagueiros e por isso não quero mexer, deixar os atletas mais confortáveis", disse Pintado.

Tags: futnacional seriea chapecoensesc bahiaba