Corinthians

SÉRIE A

Corinthians arranca empate com Athletico-PR e sai no lucro na Arena em Itaquera

Timão chegou a levar virada, mas buscou igualdade em casa

postado em 10/10/2019 21:21

<i>(Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial CAP)</i>
O Corinthians voltou a ser dominado dentro da Arena de Itaquera. Assim como na partida contra o Independiente del Valle, pela Copa Sul-Americana, os alvinegros sofreram com o toque de bola do Athletico-PR na noite desta quinta-feira, dessa vez pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar dos 37% de posse de bola e da ausência de criação ofensiva, o time de Fábio Carille conseguiu evitar o pior graças ao poder na bola parada. Assim, o Timão marcou os dois gols com Gil e Boselli que garantiram o empate por 2 a 2.

Lucro, já que o Furacão desperdiçou gols inacreditáveis e ditou o ritmo do confronto durante praticamente todo o tempo. Vagner Love até teve a chance da virada improvável, mas desperdiçou, livre, cara a cara com Léo, no segundo tempo.

O resultado deixou o Corinthians com 43 pontos, na quarta colocação, quatro pontos atrás de Santos e Palmeiras e três pontos à frente do São Paulo, adversário de domingo, às 18h, no Morumbi. No mesmo dia, o Athletico-PR, nono colocado com 35 pontos, recebe o Flamengo em Curitiba, às 16h.

O jogo 


Com o Corinthians sem Pedrinho, Sornoza, Urso e Everaldo e o Athletico-PR sem Santos, Bruno Guimarães, Nikão, Marco Ruben, Adriano, Lucas Halter, Pedro Henrique, Robson Bambu e Jonathan, havia muita expectativa e imprevisibilidade para saber o que seria apresentado em campo no confronto entre paulistas e paranaenses.

E o que se viu foi o atual campeão da Copa do Brasil à vontade, como se estivesse em casa, leve, dominante. Carille começou com Vital na posição normalmente ocupada por Pedrinho, rapidamente trocou por Love, mas nada adiantou.

Com menos de 10 minutos, os visitantes perderam três gols inacreditáveis com Léo Cittadini, Cirino e Roni, com direito a chance dentro da pequena área e sem goleiro. A falta de pontaria custou caro.

Em uma batida de escanteio de Clayson, Gil marcou seu primeiro gol desde que retornou ao Brasil e abriu o placar. O Furacão, porém, não se abateu.

Léo Cittadini deixou tudo igual pouco depois. A virada parecia questão de tempo e não demorou. Erick foi fatal depois de falhas de Avelar e Manoel. E olha que o VAR ainda salvou o árbitro ao evitar um pênalti por falta de Fagner fora da área.

Nos acréscimos, antes do intervalo, outra bola parada fatal do Corinthians acabou com Boselli estufando as redes. Um empate para ser comemorado pelos alvinegros, que se dirigiram ao vestiário aliviados.
Na etapa final, Carille optou por não mudar a escalação, mas colocou Love na ponta direita. O panorama não mudou. O Athletico-PR continuou jogando de maneira tranquila depois de deixar o Corinthians com apenas 37% de posse de bola e trocar apenas 96 passes na etapa inicial.

Ainda assim, Vagner Love teve tudo para virar o jogo e recolocar o Corinthians à frente no placar. Cara a cara, finalizou em cima do goleiro Léo. No contra-ataque, Thonny Anderson fez fila, deixou Avelar no chão e só não marcou um gol antológico porque Cássio fez a defesa.

O ritmo alucinante do jogo caiu consideravelmente na parte final. Gustavo e Régis ainda entraram nas vagas de Boselli e Clayson, respectivamente. O Corinthians até passou a deter mais a bola e continuou perigoso nos lances de bola alçada na área, enquanto os paranaenses seguiam na base do ‘dois toques’.

Antes do apito final, Love perdeu, de cabeça, a chance de dar ao Corinthians os três pontos. O empate, no entanto, saiu no lucro para os mandantes.

CORINTHIANS 2 X 2 ATHÉTICO-PR

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Ramiro (Renê Jr.); Vagner Love Mateus Vital e Clayson; Boselli (Gustavo)
Técnico: Fábio Carille

ATHLÉTICO-PR
Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Erick (Lucho), Léo Cittadini, Thonny Anderson (Romero) e Rony (Vitinho); Marcelo Cirino
Técnico: Tiago Nunes

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 10 de setembro de 2019, quinta-feira
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Público: 22.736 pagantes
Renda: R$ 910,020,10
Cartões amarelos: Danilo Avelar e Fagner (COR); Rony (ATH)
GOLS: Gil, aos 15, Léo Cittadini, 23, Erick, 31, e Boselli, aos 47min do 1ºT

Tags: empate arena corinthians athleticopr seriea