Futebol Internacional

MORTE DE MARADONA

Maradona é sepultado em cerimônia íntima na Argentina; veja fotos e vídeos

Ídolo nacional argentino dividirá a sepultura com os pais, Dona Tota e Don Diego

postado em 26/11/2020 20:40 / atualizado em 27/11/2020 00:25

(Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP)
Depois de um dia de homenagens em velório realizado na Casa Rosada, sede do governo da Argentina, o ídolo nacional Diego Armando Maradona foi sepultado no começo da noite desta quinta-feira. Apenas familiares e amigos muito próximos participaram da cerimônia no Cemitério Jardín Bella Vista, em Bella Vista, Província de Buenos Aires.




Entre os familiares, estavam no sepultamento Claudia Villafañe (primeira esposa), Verônica Ojeda (segunda esposa) e os filhos Dalma e Gianinna (do primeiro matrimônio), Diego Fernando (fruto do relacionamento com Verônica) e Jana Maradona (filha de uma relação extra conjugal com Valeria Sabalain).

Diego Junior, filho de um relacionamento de Maradona com Cristiana Sinagra, não pôde comparecer por estar na Itália e com COVID-19.

%u200BMaradona tem outros seis filhos: quatro em Cuba (Javielito, Lu, Johanna e Harold, todos entre 19 e 21 anos), mais Santiago Lara, de 19 anos, e Magalí Gil, de 24.

Velório

O velório de Maradona na Casa Rosada reuniu mais de um milhão de fãs, das 6h às 15h30. A despedida pública precisou ser interrompida por um tumulto gerado pelo fechamento da área de acesso ao edifício. Houve confronto entre pessoas que estavam nas filas e a polícia. Os militares usaram gás de pimenta e tiros com balas de borracha para dispersar os visitantes. 



Todo o elenco do Gimnasia La Plata compareceu ao velório. O clube de La Plata era dirigido por Diego Maradona até o mês passado. Na carreira como treinador, ele ainda esteve à frente da Seleção Argentina; de Al Fujairah e Al Wasl, dos Emirados Árabes; e do Dorados de Sinaloa, do México.

(Foto: Gimnasia/Twitter)


Vários companheiros de Maradona no título mundial de 1986 estiveram na Casa Rosada: Oscar Ruggeri, Sergio Batista, Jorge Burruchaga, Ricardo Giusti, Oscar Garré e Carlos Tapia. O presidente da Asociación de Fútbol Argentino (AFA), Chiqui Tapia, também compareceu. Do elenco do Boca Juniors, clube do coração de Maradona, marcaram presença Carlos Tevez e Ramón Ábila, ex-Cruzeiro.





Durante o traslado de uma hora  entre a Casa Rosada e o Cemitério Jardín Bella Vista, Maradona ainda foi homenageado por ruas e avenidas de Buenos Aires.




Campeão mundial na Copa do México em 1986, ídolo nos clubes que defendeu e personalidade pública argentina mais conhecida no mundo, Maradona morreu aos 60 anos. Ele teve uma parada cardiorrespiratória em sua casa, no município de Tigre, na tarde de quarta-feira (25/11).

Tags: maradona argentina enterro sepultamento buenos aires jardin bella vista