América

AMÉRICA

Alê diz que rodízio pesou em derrota do América e já mira 'decisão' contra a Ponte Preta

Meia foi um dos poupados na escalação deste sábado, contra o Figueirense

postado em 19/09/2020 19:03 / atualizado em 19/09/2020 19:08

(Foto: Mourão Panda/América)

A escalação do América para a partida deste sábado teve algumas mudanças em relação à formação à qual a torcida está acostumada. Foram vários os fatores que fizeram o técnico Lista fazer as alterações: lesão, suspensão e desgaste físico após uma sequência extenuante de partidas. Para Alê - que esteve entre os poupados -, essas alterações pesaram na derrota por 1 a 0 para o Figueirense, no Independência, pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Alê entrou na vaga de Felipe Azevedo, aos 17 minutos do segundo tempo, quando a partida já era vencida pelos catarinenses. O meia de 30 anos lamentou o revés em casa, que tirou o América do G4, mas já mirou uma recuperação imediata contra a Ponte Preta. As equipes se enfrentam nesta terça-feira, a partir das 21h30, pela partida de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Na ida, empate por 2 a 2 em Campinas.

"Isso pesa para todo mundo (sequência de jogos). A gente trocou bastante o time hoje justamente por isso, para ter esse descanso. A gente sabe que o time da Ponte Preta é muito intenso, então a gente vai ter que se desgastar muito para vencer aqui. O professor oportunizou a alguns atletas que não vinham jogando. Acho que isso dificulta um pouco, é lógico, porque falta um pouco de ritmo. Mas não é desculpa. Eles foram eficientes na estratégia deles. Faltou a gente ser na nossa", analisou.

Para o meia, o América pecou na execução da estratégia planejada para o jogo contra o Figueirense. Outra falha foi nas finalizações: dos 16 chutes ao longo da partida deste sábado, apenas um foi em direção ao gol.

"(Faltou) Capricho. Acho que a gente criou muito bem no primeiro tempo. No segundo tempo, eles se defenderam bem, tivemos posse de bola. Mas acho que foi no primeiro tempo. No segundo tempo, eles acharam o gol. Era a estratégia deles se defender e fazer o gol. É levantar a cabeça e agora focar na Copa do Brasil", disse.

Tags: coelho ale serieb americamg interiormg futnacional