Atlético

ATLÉTICO

Livre da COVID-19, atacante de 16 anos do Atlético alerta: 'Foi difícil, passei muito mal'

'Falar para a rapaziada tomar muito cuidado, porque é sério', disse Sávio

postado em 28/11/2020 06:00

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
Jovem e com preparo físico de atleta, o atacante Sávio sofreu para lidar com a COVID-19. Diagnosticado com a doença no último dia 13, o garoto de 16 anos, que integra o elenco profissional do Atlético, contou que “passou muito mal” no início do tratamento. Recuperado, ele fez um alerta e pediu “responsabilidade”.

“Foi muito difícil. Nos dois, três primeiros dias eu passei muito mal. Eu fiquei isolado, tomando remédio. Falar para a rapaziada tomar muito cuidado, porque é sério isso, e ter muita responsabilidade”, disse, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, na Cidade do Galo.


Sávio soube que havia contraído o vírus após ser testado pelos médicos da Seleção Brasileira sub-17, durante período de treinamentos em Itu, interior de São Paulo.
 
Em seguida, retornou a Belo Horizonte de carro para cumprir o período de isolamento. Segundo o protocolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a quarentena deve durar dez dias em casos assintomáticos. Se houver sintomas, o prazo deve ser ampliado.

O atacante retomou as atividades presenciais na última segunda-feira (23 de novembro), exatamente no décimo dia após ter sido diagnosticado com o vírus.
 
Questionado sobre a declaração do atacante sobre ter passado "muito mal” - o que poderia inviabilizar o retorno ao CT após dez dias de isolamento -, o clube afirmou que não necessariamente houve sintomas de coronavírus.

Durante a quarentena, Sávio foi acompanhado diariamente pelos médicos do Atlético. Antes de voltar aos treinos e se juntar ao elenco atleticano, realizou exames cardiológicos e ergométricos em um hospital de referência de Belo Horizonte.

Casos de COVID-19 no Atlético


Desde o início da pandemia, o clube alvinegro tornou públicos 33 casos de infecção pelo novo coronavírus - a maioria nas últimas duas semanas, quando um surto começou a atingir a Cidade do Galo. Veja a lista dos que contraíram a COVID-19 na galeria abaixo:

Nessa sexta-feira, outros cinco jogadores retomaram as atividades presenciais após dez dias de isolamento: o goleiro Victor, o lateral-direito Guga, o zagueiro Réver, o volante Allan e o atacante Eduardo Vargas.

O também zagueiro Gabriel cumpriu o período, mas estenderá o período de reclusão por mais quatro dias, uma vez que, ao contrário dos demais, apresentou sintomas.

O técnico Jorge Sampaoli e vários integrantes da comissão técnica, que também foram infectados, voltaram ao trabalho no CT na quinta-feira.

Nos próximos dias, o clube espera pelas voltas do goleiro Everson, o zagueiro Gabriel e o volante Jair. Diagnosticado com o vírus nessa quinta-feira, o também goleiro Rafael ainda tem mais tempo de quarentena pela frente.

Tags: galo atleticomg interiormg futnacional coronavirus seriea savio covid