Basquete

NBB

Enquanto Brasília vive dia de modelo, Vasco não sabe se disputará NBB

Adversários na primeira rodada do NBB, Brasília e Vasco vivem momentos opostos; presidente do clube carioca diz estar com caixa zerado

postado em 04/10/2018 18:49 / atualizado em 04/10/2018 19:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Maíra Nunes
A volta da capital federal à elite do basquete nacional após um ano ausente tem data, hora e local marcados: sábado (13/10), às 15h25, no Ginásio Nilson Nelson, com inclusive transmissão da Band. A 9 dias do debute candango, no entanto, a participação do adversário no Novo Basquete Brasil (NBB) não está confirmada. “Hoje, não temos recursos. O caixa está zerado. Hoje, nossa prioridade é o futebol", disse Alexandre Campello, presidente do Vasco, na tarde desta quinta-feira (4/10).

O clube carioca vive crise financeira e depende de um empréstimo de R$ 31 milhões para sanar os problemas financeiros. A entrada do dinheiro daria condições de o time bancar a equipe de basquete, porém a decisão da juíza Gloria Heloiza Lima da Silva de anular a última eleição presidencial e marcar novo pleito para dezembro torna o empréstimo inviável até o momento. Segundo Campello, o basquete custa ao Vasco algo em torno de R$ 250 mil a R$ 300 mil por mês. O time ficou de confirmar a participação no NBB até sexta-feira (5/10).

Enquanto o departamento jurídico do Vasco tenta derrubar decisão da Justiça para liberar o empréstimo, o clima na casa do time de Brasília é de descontração. Nesta quinta-feira (4/10), o Ginásio da Asceb virou cenário fotográfico. O Universo teve Media Day, momento em que os jogadores assumem papel de modelo para produção do material de divulgação da liga. As caras e bocas dos atletas, claro, viraram alvo de brincadeiras dos colegas.

Antigos conhecidos dos fãs de basquete de Brasília, Nezinho e Arthur mantiveram a pose que os credencia como os mais experientes do time. O Universo corre contra o relógio para o NBB — ao todo, serão 43 dias de preparação. Calendário ainda mais curto para o porto-riquenho Ricky Sánchez, um dos últimos a se apresentar. Mesmo recém chegado, o ala/ pivô é unanimidade como o mais brincalhão do grupo. E, se algum jogador tinha dúvidas disso, o Media Day as sanou de vez. 

Isso porque Ricky não gosta muito das câmeras fotográficas — imagina se gostasse? “É um dia muito diferente, em que alguns como eu não não gostam tanto”, comentou o jogador, ao completar que o jeito descontraído faz parte da personalidade dele. “Estou sempre brincando com todo mundo porque essa vida é única”, reflete o porto-riquenho. Para ele, ter um grupo competitivo, mas com a cabeça fria é importante para o dia a dia de uma equipe com uma temporada longa pela frente.


Dois amistosos antes do NBB


Maíra Nunes
Antes de estrear no NBB, o Universo/Brasília viaja para o interior paulista para fazer dois amistosos. Enfrenta a Liga Sorocabana no sábado (6/10), às 18h, e o São José dos Campos na segunda-feira (8/10), às 16h30. “São times que já vêm jogando o Campeonato Paulista e serão jogos importantes para nós testarmos formações de equipes diferentes para poder usar no NBB”, diz o técnico André Germano. O plano inicial da equipe brasiliense era jogar quatro amistoso, mas um dos adversários desmarcou.

Com a participação confirmada no NBB 2018/2019, o Universo só começou a treinar no começo de setembro, depois de todas os demais times. Ainda assim, a confiança do elenco não está abalada para a estreia diante do Vasco. Sobre a atual circunstância de incertezas que vive o jogo de estreia em relação à participação do clube carioca, o técnico do time candango ressalta estar focado no que se tem de oficial até o momento, que é a pevisão de jogo entre os dois.

“Mesmo sabendo o que está acontecendo com o Vasco, temos de pensar para dentro da nossa equipe, do que temos de fazer no jogo e o conceito que queremos adotar para a temporada”, defende André Germano. O técnico completa que o Brasília já estudou o Vasco há um tempo, assim como o Flamengo, adversário do Universo na segunda rodada do NBB. Logo no início do NBB, o Brasília enfrenta três clubes com peso do futebol. Depois dos dois cariocas, em casa, pega o Corinthians na terceira rodada, fora.