FUTEBOL FEMININO

Marta comanda virada brasileira contra os Estados Unidos

Camisa 10 marcou os três gols da Seleção no Mané Garrincha


A promessa era de um jogo disputado, mas nem os torcedores mais otimistas esperavam tanto. Dois gols dos Estados Unidos logo nos primeiros minutos de partida, virada espetacular da Seleção Brasileira e três gols de Marta. A disputa de ontem entre o time norte-americano e o brasileiro na segunda rodada do Torneio Internacional de Futebol Feminino comprovou a força das duas potências do esporte. O elenco do Brasil mostrou ser páreo para as favoritas da competição, e Marta ganhou pontos na disputa de melhor do mundo diante da atuação apagada de Abby Wambach. Além disso, a equipe da casa conseguiu a classificação antecipada para a final, no próximo domingo.

O início do jogo deu uma impressão errada do que viria pela frente. Em cinco minutos de confronto, os Estados Unidos fizeram dois gols, deixando a Seleção Brasileira alerta. O primeiro foi de Carli, aos três minutos, seguido de um chute de cobertura de Megan que parou na rede brasileira.

A vantagem precoce dos Estados Unidos fez a Seleção Brasileira reagir e não demorou muito para o time melhorar a situação no jogo. Concorrente a melhor jogadora do mundo pela 11ª vez, Marta recebeu a bola do meio de campo e deu uma arrancada em direção à área adversária. Ela deixou a defesa norte-americana para trás e meteu a bola na rede, sem dar chances a goleira número um do mundo, Hope Solo.

O placar amenizou a situação das brasileiras, mas elas ainda precisavam correr atrás do prejuízo do início do jogo. Assim fizeram. O ataque verde-amarelo passou a trabalhar mais, e a defesa, embora tenha apresentado algumas falhas, conseguiu desfazer as jogadas de ataque das oponentes.

Se o jogo já estava aquecido no primeiro tempo, pegou fogo depois do intervalo. Marta brilhou ao empatar a partida aos 10 minutos, com mais uma arrancada de meio de campo. Ela recebeu a bola e correu a toda velocidade, deixando três advesárias para trás e ficando novamente cara a cara com Hope Solo. A alagoana ganhou o duelo mais uma vez e deu esperança à torcida no Mané Garrincha.

Com o gol de empate, a partida ficou tensa, e as atletas passaram a fazer jogadas mais duras. Logo após uma substituição do time norte-americano, Marta aproveitou a oportunidade, chutou de fora da área e marcou o gol da virada. Irritada com a rapidez do lance, a adversária da camisa 10 do Brasil no prêmio de melhor do mundo, Abby Wambach, reclamou com o juiz — o que criou uma breve confusão em campo. Ameaçada de cartão, a atacante voltou à partida. O jogo continuou disputado até o fim, com chances de gols dos dois lados, mas o placar se manteve, e o Brasil venceu a tão temida seleção dos Estados Unidos.

Ficha técnica

Brasil:
Luciana; Poliana, Bruna Benites, Tayla e Andressa Alvez (Fernandez); Maurine (Beatriz), Thaísa, Formiga e Rosana (Tamires); Marta (Andressinha) e Debinha.

Estados Unidos:
Hope Solo; Leroux (Samantha), Rampone, Sauerbrunn e Lloyd; Holiday (Morgan), Megan (Christen) e Lori (Ali); Heath e Wambach.

Gols: Lloyd, aos 3 minutos; Megan, aos 5 minutos; e Marta, aos 14 minutos do 1ª tempo, aos 10 minutos do 2º tempo e aos 20 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelo: Megan, Hope Solo, Tayla

Árbitro: Wilson Sampaio

Público: 5.421 pagantes
Renda: R$ 86.544